Bahia decide que em sua eleição 20% dos candidatos têm que ser mulheres

Marcel Rizzo/   

https://marcelrizzo.blogosfera.uol.com.br/
O Bahia terá uma regra inédita para aceitar chapas concorrentes ao Conselho Deliberativo do clube em futura eleição: 20% de cada grupo deverá obrigatoriamente ter sócias como postulantes ao cargo.

A proposta foi apresentada por duas conselheiras, Andrea Cerqueira e Rebeca Assunção, em reunião no sábado, e foi aprovada por unanimidade pelos membros do CD. Como cada chapa tem 100 nomes, ao menos 20 mulheres terão que concorrer em cada uma delas.

A ideia segue orientação da Fifa de aumentar a participação de mulheres no comando do futebol, seja de clubes ou federações. No Conselho da entidade que comanda o futebol é obrigatório que cada uma das seis confederações filiadas indique uma mulher – são, portanto, seis das 37 vagas reservadas a elas.

Nessa linha de pensamento o atual presidente da Fifa, Gianni Infantino, escolheu em maio de 2016 uma mulher, a senegalesa Fatma Samoura, como secretária-geral da entidade, algo inédito.

Ainda sobre a eleição no Bahia, não se levará em conta a cota para a formação do Conselho, que continua com 100 nomes obedecendo a proporcionalidade dos votos e a ordem de chamada determinada pelas chapas.

Por exemplo: o associado vota nas chapas, e se uma delas tiver 20% dos votos, ela elege 20 conselheiros, que já são indicados previamente em uma ordem de chamada. Mesmo assim a expectativa é de que várias mulheres sejam eleitas em dezembro — hoje, dos 100 conselheiros, nove são mulheres (9%).

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s