Patón limpou o armário 

O domingo passado foi agitado como nunca nas redes de TVs da Argentina, muita mais de que as horas posteriores da derrota do selecionado por 2-0 frente a Bolívia. O assunto era um só . Quem irá substituir Bauza?!

Bauza chegou com um aval não muito tremendo. Mas contava com um currículo exemplar à frente dos clubes que gerenciou.

A campanha péssima da seleção somado a expulsão de Messi ,deixou Patón sem nenhum cobertor perante ao pessoal da mídia esportiva e dos hinchas.

Em momento algum se discutiu a permanência de Bauza. Sua saída era uma questão de alguns acertos contratuais, tinha a ver com os pesos que a AFA iria desembolsar. Nesse intervalo o homem que comanda o futebol da Associação de futebol já fazia as ligações no rumo de um novo gerente.

O primeiro quesito tido como importante na escolha do novo técnico é de que, o escolhido ,tem fazer uma mudança geral no elenco. Para muitos comentadores existe uma necessidade urgente de implodir o grupo controlado por Messi .

Bauza decididamente não mantinha o controle do grupo e fez muitas convocações duvidosas. Para muitos , Patón se tornara um – boludo.

Refém do grupo e com um cartel de vitórias medíocres ficou fácil para todos imprensarem a AFA e exigirem câmbios no amado selecionado.

Bauza gerenciou o selecionado de Messi em 8 Jogos. Ganhou 3, perdeu 3 e empatou 2.

Não ganhou nenhuma partida fora.

Em casa venceu Colômbia por 3-0 e Bolívia por 2-0 .

Em casa conseguiu ceder um empate no minuto final contra o Brasil no 1-1 .

Fora tomou um 3-0 do Brasil e 2-0 da Bolívia.

Foram 9 gols a favor / 10 contra / saldo de -1 bola.

Seus artilheiros foram Messi com 3 gols e Pratto com 2.

Deixou o time em 5º lugar na grelha classificatória. Foi demais!  Debaixo de chuva Patón se foi.

É inegável a bela safra de técnicos que os argentinos tem hoje nas mais diversas ligas mundiais. Mas acontece que os refletores estão todos ligados para duas das figuras mais difíceis do álbum . São a dupla Sampaoli-Simeone.

No Sevilla ninguém conta com a saída de Sampaoli , que ainda conta com um ano mais de contrato e segundo consta estaria bem feliz por lá.

Cláudio ” Chiquinha” Tapia o homem forte da casa do futebol argentino já vem a alugando as orelhas de Sampaoli. Mas nunca deixou de lado o prazer de ter boas conversas com Simeone. 

O Chulo já declarou que não teria nenhum interesse de gerenciar o time nacional na atual conjuntura e que se isso viesse a acontecer, seria lá para frente…

Sampaoli é o nome que recebe mais respeito nas casa  de apostas.

Eu jogaria meus pesos no Gallardo. Ainda mais se as casas pagassem 6 para 1 .

Ahh mas, Gallardo é jovem, precisa ganhar musculatura no futebol local e blá-blá-blá, por isso mesmo. Já que querem mudanças extremas, que seja com Gallardo.

Que me perdoe o boquita.

Seja lá que for o novo chefe, ele irá estreiar em um amigável ,em Melbourne na Austrália ,no dia 9 de junho contra o Brasil. 

As próximas horas prometem .

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s