Um Flamengo – Corinthians pra manchar a história do Maracanã 

Flamengo- Corinthians no Maracanã , deste último domingo no templo sagrado do futebol brasileiro ,entrou para a história como um dos momentos mais infelizes da história recente do estádio .

As cenas de agressão dos torcedores corintianos para cima de alguns poucos policiais foi de uma covardia espantosa. 

Nada justifica esse tipo compartamental de uma torcida visitante. Não estamos de frente com um fato raro. É algo que vem sendo replicado em vários estádios , nas mais diferentes regiões do país .

Ao final do jogo, a polícia buscou prender os culpados pela agressão e foi com uma cena fora do comum. Os torcedores corintianos foram agrupados na arquibancadas que sem suas camisetas ,passaram por uma triagem de deixar os adeptos de Pinochet eufórico . 

As atitudes tanto de um lado como do outro, servem para mostrar o tamanho da escuridão que vive a sociedade brasileira.

Mais uma vez toda a gente se vê de frente com o caos nas bancadas. Podia-se aproveitar este episódio vergonhoso ,para discutir com mais responsabilidade toda essas barbáries que nos acometem.

Mas em vez disso, teremos intermináveis trocas de acusações, seguidas de horas intermináveis nos debates esportivos que não irão chegar a nenhum sítio minimamente confortável .

Jogadores e dirigentes de Corinthians-Flamengo , saíram lamentando o 2-2 , sem se incomodar com o que passou lá nos altos. 

Eles sempre se acham imunes a todos os acontecimentos que o cercam. Esse é o futebol de 1ª .

Entenda mais disso, vendo o vídeo abaixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s